segunda-feira, 23 de março de 2015

“Perto da meia noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.”
Atos 16.25

Uma das artes do diabo, é fazer as pessoas que estão “presas na vida” só enxergarem e ouvirem o que não presta.
Parece que quanto mais confusas na vida, mais coisas ruins cruzam seus caminhos.
Jamais estes presos ouviram coisas tão boas como ouviram agora: “Orações e hinos a Deus”. Ore a Deus, para que Ele dirija pessoas, cujas vozes soem aos seus ouvidos como verdadeiros louvores e clamores a Deus!
Você merece receber Boas Novas! As boas notícias de que Deus havia visitado o Seu povo com pão em Judá (de onde saíram devido a fome) chegou aos ouvidos de Noemi em Moabe, (Rt 1.6)
Não é porque você está cercado de problemas e dificuldades, que tenha de ouvir só de problemas. Já pensou Paulo e Silas ali dizendo: “Temos que bolar um plano pra cairmos fora daqui senão estes guardas vão nos matar.”
Os presos ouviam os cânticos e Orações de Paulo e Silas. Aquilo lhes era, uma verdadeira melodia do céu!
Você já notou que quando estamos passando por determinada situação, parece que tudo e todos à nossa volta sempre nos leva a focar exatamente o problema do qual tanto queremos nos livrar? É hora de combatermos isto! Como? Faça como o salmista, peça ao Senhor que te faça ouvir a voz de júbilo e alegria (Sl 51.8)!
Nossos ouvidos precisam ouvir o que nos põe para cima e nos liberta.
Se recuse ser perturbado pelas vozes malignas – quer sejam trazidas por pessoas ou por maus pensamentos – não permita que seus ouvidos sejam depósitos do pessimismo trazido por palavras malignas.
Como vemos nesta revelação, devemos praticar. A unção viva do Pai chegou àquele cárcere pondo todos em liberdade. Você merece ser alcançado também.
Ore a Deus, peça-Lhe que te cerque de pessoas com a unção, o poder, a santidade e salvação ao seu redor.

Que o Senhor dê aos seus ouvidos o som do céu! A voz da Fé! O som festivo da libertação (Sl 89.15). Ouvindo assim, o poder de Deus manifesta e opera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário